Petrobras conclui a venda do bloco exploratório BM-S-8

Petrobras conclui a venda do bloco exploratório BM-S-8

1009
COMPARTILHAR

Concluímos nesta terça-feira a operação de venda de nossa participação no bloco exploratório BM-S-8 para a Statoil Brasil Óleo e Gás LTDA, anunciada em 29 de julho de 2016.

A operação foi concluída com o pagamento pela Statoil, ocorrido hoje, de US$ 1,25 bilhão, correspondente a 50% do valor total da transação, após o cumprimento de todas as condições previstas no contrato, tais como a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O restante do valor será pago através de parcelas contingentes relacionadas a eventos subsequentes, como por exemplo, a celebração do Acordo de Individualização da Produção (unitização).

Esta operação, realizada através de processo competitivo, é parte importante do nosso Plano de Desinvestimentos 2015-2016.

O BM-S-8 está localizado na Bacia de Santos, e passa a ser operado pela Statoil, com 66% de participação, em parceria com a Petrogal Brasil S.A. (14%), Queiroz Galvão Exploração e Produção S.A (10%) e Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás LTDA (10%).

Fonte: Petrobras

expandida por analysis

 

BM-S-8
CLIQUE PARA AMPLIAR

O BM-S-8, localizado na Bacia de Santos no estado de SP, foi originalmente arrematado na 2a Rodada de Licitações da ANP, que ocorreu em 2000. Nessa mesma rodada foram arrematados blocos importantes como BM-S-9 e BM-S-11 que deram origem aos campos produtores do Pré-Sal: Sapinhoá e Lula, respectivamente.

Na época o BM-S-8 foi disputado entre três lances. O vencedor, formado por Petrobras, Petrogal e Shell, ofereceu um bônus de assinatura de R$ 51.450.054,00 (valor da época). Os outros lances tinham consórcios com operação da Amerada Hess e YPF. Os bônus oferecidos foram de R$ 3.267.061,00 e R$ 10.501.000,00 (valores da época).

O contrato de concessão foi assinado em 15/08/2000 e o período exploratório iria até 2010. Há registros de oito poços realizados com seis notificações de indícios de hidrocarbonetos. A descoberta ocorrida no poço 4-BRSA-971B-SPS recebeu o nome de Carcará.

Por Luiz Ehlers (EnergyWay)

analysis (1)Através do ANALYSIS, os usuários têm acesso ao acompanhamento da realização dos poços perfurados e do desempenho das empresas nos blocos exploratórios (indícios de hidrocarbonetos), assim como as movimentações de produção de petróleo e gás natural.

A reprodução das imagens do sistema ANALYSIS, disponíveis em nosso site com a logomarca, ou das matérias geradas pela equipe EnergyWay é livre, desde que a fonte seja devidamente referenciada, incluindo o link de acesso.