Comitê Técnico do Gás debate eixos temáticos e próximos passos

Comitê Técnico do Gás debate eixos temáticos e próximos passos

Primeira reunião do comitê contou com a participação de entidades e representantes do seto

639
COMPARTILHAR
Crédito: MME

O Ministério de Minas e Energia realizou nesta quarta-feira (25/01) a primeira reunião do Comitê Técnico para o Desenvolvimento da Indústria do Gás Natural (CT-GN). O comitê foi instituído na 33ª reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), no âmbito do conjunto de medidas da iniciativa Gás Para Crescer. A abertura dos trabalhos contou com a presença do Ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. Durante o encontro, foi debatido o plano de ação para o primeiro semestre de 2017. As atividades serão organizadas em subcomitês responsáveis por cada um dos eixos temáticos definidos, entre eles: escoamento, processamento e regaseificação de GNL, transporte/estocagem, distribuição, comercialização, aperfeiçoamento da estrutura tributária do setor de gás natural, gás natural matéria prima, aproveitamento do gás natural da União e integração entre os setores de gás natural e energia elétrica.

Ao destacar a importância do diálogo entre governo e entidades representativas do setor, o ministro destacou o interesse de ter um setor de gás competitivo e lembrou da oportunidade ímpar que o Brasil tem nessa iniciativa para melhorar a atividade do segmento. “Entendo que temos espaço para muito avanço e acho que esse comitê cumpre esse papel, pois aqui temos pessoas que querem o bem da indústria e têm capacidade de apresentar soluções”, destacou.

O objetivo do comitê é propor medidas que garantam a transição gradual e segura para a manutenção do adequado funcionamento do setor de gás natural no Brasil, além de avaliar a possibilidade de aceleração da transição.

O Comitê Técnico é coordenado pelo MME e composto por representantes de órgãos, entidades, associações e agentes públicos ou privados, bem como por representantes da sociedade civil e da universidade brasileira, especialistas em matéria de gás natural.

Pelo MME, também participaram do encontro o secretário-executivo, Paulo Pedrosa, o de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Márcio Félix, e o de Planejamento e Desenvolvimento Energético, Eduardo Azevedo. Entre os representantes do setor compareceram a Abegás, Abiape, Abiquim, Abrace, Abraceel, Abraget, Apine, CNI, Fórum do Gás, IBP, TBG, Petrobras, de representantes dos Estados (FME), dos órgãos reguladores (ANP, Aneel e Abar), além da EPE e representantes de demais Ministérios.

Fonte: Ministério de Minas e Energia