Plataforma P-74 chega ao campo de Búzios no pré-sal da Bacia de...

Plataforma P-74 chega ao campo de Búzios no pré-sal da Bacia de Santos

345
COMPARTILHAR

O navio-plataforma P-74 chegou, neste sábado (3/3), ao campo de Búzios no pré-sal da Bacia de Santos. A previsão é que inicie a operação ainda no primeiro semestre deste ano.  Este projeto possui uma concepção similar aos demais já em operação pela Petrobras no pré-sal da Bacia de Santos e vem incorporando todas as melhorias e experiências da empresa. Dada a sua complexidade, no entanto, Búzios representa um desafio único no segmento de exploração e produção de petróleo.

A P-74 faz parte do primeiro sistema definitivo que irá produzir a principal área sob contrato da Cessão Onerosa, realizado em 2010. Desta forma, Búzios, cuja declaração de comercialidade ocorreu em dezembro de 2013, irá entrar em operação em menos de 8 anos após a assinatura do contrato.

Será a primeira de uma série de sete plataformas programadas para entrar em operação no Brasil em 2018, destinadas ao crescimento da curva de produção da companhia no horizonte do Plano de Negócios e Gestão (PNG) 2018-2022.

Além da P-74, estão programadas, no horizonte do PNG, outras quatro unidades para esse campo: P-75 e P-76 (para o segundo semestre deste ano); P-77 (2019) e Búzios 5 (2021). Cada uma terá capacidade de processar, diariamente, até 150 mil barris de petróleo e 7 milhões m3 de gás.

“Não há dúvida que estamos diante de mais um projeto importante para nossa companhia, que terá papel determinante na nossa recuperação e na nossa curva de produção”,  afirmou a diretora de Exploração e Produção, Solange Guedes. “Os cinco sistemas de produção desse campo poderão incorporar 750 mil barris por dia à capacidade instalada da companhia, quando estiverem a plena carga. Juntos, esses projetos irão produzir durante sua vida útil o volume contratado na Cessão Onerosa para o campo de Búzios, que é muito significativo”, disse a diretora. A previsão atual, que é incluída no contrato assinado em 2010, prevê mais de 3 bilhões de barris.

Plataforma P-74

Do tipo FPSO (unidade que produz, armazena e transfere petróleo), essa unidade será ancorada a cerca de 200 km da costa, posicionada em profundidade d´água de 2 mil metros. A plataforma será conectada a 9 poços produtores.

Fonte: Petrobras